A SUSPENÇÃO

Publicado por: Marcus Cotton
25 junho 2018

Visualizações Visualizações 3403

Rate this post

Hoje falaremos um pouco de um item muito importante na preparação de qualquer carro de Rally, nesse caso particular, dos UTVs: a suspensão!

Diferente de outros carros de Rally, o regulamento das categorias onde competem os UTVs, no Brasil, não impõe qualquer restrição quanto ao curso total da suspensão.

Um bom exemplo disso é o regulamento do Campeonato Brasileiro de Rally Baja 2018.

No Artigo 9, que trata das “Classes e Categorias”, está descrito para a “Categoria UTVs” (item 9.8):

“Categoria UTV Aspirado: Braços de suspensão dianteiros e traseiros livres respeitando o limite máximo de largura; amortecedores livres; pontos de fixação de motor e suspensão livres.

Categoria UTV Turbo: Braços de suspensão dianteiros e traseiros originais permitindo reforço estrutural dos mesmos; amortecedores e molas originais do modelo, com livre preparação interna.”

O UTV é equipado com amortecedores que possuem regulagem de compressão. Isso permite o amolecimento ou endurecimento, de acordo com o tipo de uso que o piloto fará com ele, como Rally (regularidade/velocidade) ou trilha, por exemplo.

As suspensões, de longo curso, são independentes. Além disso, é possível variar a altura do UTV em relação ao terreno.

Dessa forma, é possível explorar ao máximo o trabalho interno de genética dos amortecedores. Com mais de 500 milímetros de curso, é possível desenvolver estágios diferenciados durante toda a sua extensão.

Isto é muito importante para que se tenha o máximo em tração e conforto, sem que se perca a eficiência em saltos e grandes desníveis, sem falar na resistência de todos os componentes de tração, que sofrem muito em um carro de Rally.

×

Olá, Clique em um de nossos atendentes para iniciar o atendimento.

× Como posso te ajudar?