Silk Way Rally muda roteiro com a pandemia e segue na Rússia

Publicado por: Carlos
04 julho 2021

Visualizações Visualizações 1600 Comentários Comentários 0

silk_way_rally_day3-750x430
Local
Data
Organizador
Telefone do Organizador
Descrição

Mudança forçada de planos no Silk Way Rally, terceira etapa do Mundial de Rally Cross-Country FIM e da Copa do Mundo FIA. O agravamento da pandemia na Mongólia forçou a organização da prova a suspender a entrada no país asiático, prevista para este domingo. E a modificar o roteiro, permanecendo na Rússia para mais dois estágios.

O terceira dia do Silk Way levou a caravana de Gorno-Altaisk a Kosh-Agach, com 133 quilômetros cronometrados pelas montanhas Altai, depois de um deslocamento de 533km. Foi a etapa Maratona, sem a assistência das equipes ao fim do dia.

Nas motos, Matthias Walkner levou a KTM 450 Rally oficial à vitória, 2min03 à frente do norte-americano Skyler Howes (Husqvarna). Com isso, o austríaco assumiu a liderança da classificação geral, 2min23 à frente do argentino Franco Caimi (Hero), mais rápido no primeiro dia. Howes pulou para a terceira posição. Ross Branch (Yamaha), que começou o dia à frente, foi obrigado a abandonar por quebra do motor, na primeira metade da etapa.

Com a mudança no roteiro, Austin Jones e Gustavo Gugelmin preferiram não largar para o estágio com o Can-Am Maverick X3 da equipe Monster Energy Can-Am. A liderança na categoria T4 (UTVs derivados de série) segue com os russos Sergei Kariakin/Anton Vlasiuk.

Nos carros, segunda vitória de etapa do russo Denis Krotov (Mini John Cooper Works Rally), seguido pelo líder na geral Vladimir Vasilyev (Mini Cooper Countryman). O melhor tempo geral do dia foi conquistado pelo caminhão Kamaz de Andrey Karginov. Nesta segunda-feira, a caravana retorna a Gorno-Altaisk.

FONTE

Os comentários estão fechados.

×

Olá, Clique em um de nossos atendentes para iniciar o atendimento.

× Como posso te ajudar?